anunciad

quinta-feira, 2 de abril de 2015

O TOUCHPAD


Touchpad é uma área sensível ao toque presente na maioria dos eletrônicos portáteis lançados nos últimos tempos. A sua primeira aparição foi nos notebooks, substituindo o mouse e dando mais liberdade ao usuário. Hoje a proliferação de touchpads é gigantesca.


A tecnologia do toque está em iPods, iPhones e claro, iPod Touch. O funcionamento dessas áreas sensíveis ao toque se resume em placas que quando são pressionadas, enviam uma carga elétrica para o microprocessador que transforma o primeiro e o último ponto da trajetória feita em movimento. Este processo leva microssegundos para enviar a mensagem.




As novas tendências da tecnologia apontam para a proliferação de gadgets (objetos) sensíveis ao toque. Exemplo forte disso é o novo MacBook Pro da Apple. A área de toque do notebook não se resume mais à apenas um mouse; agora a região sensível ao toque dele desempenha vários papéis como voltar para a área de trabalho, percorrer álbuns, ampliar e reduzir zoom. Claro, o mouse faz tudo isso, mas um dos pontos fortes do MacBook Pro é não ter botões para clicar – tudo se resolve arrastando os dedos pelo touchpad do notebook.


Como funciona?

O funcionamento dessa tecnologia se baseia em camadas que transmitem a trajetória dos elétrons dos nossos dedos pelas placas. Este processo pode ser entendido com o sistema utilizado no iPod. Na roda do tocador de músicas e vídeos mais popular da atualidade encontra-se uma rede de canais finos entrelaçados. Funciona como um mapa quando se observa longitude e latitude, onde o seu dedo tocar determinará pontos que quando você o arrasta, os elétrons vão seguindo e determinando o caminho.





Para organizar toda a bagunça de elétrons existe um processador que vai determinar as funções do movimento dependendo da tela em que está. Por exemplo, na tela do menu, o movimento que você faz provoca a movimentação da seleção para cima e para baixo, na tela de música, aumentar ou diminuir o volume e assim por diante.

Outro exemplo de tecnologia do toque é o Microsoft Surface. Embora trabalhe com o mesmo sistema de sensibilidade à pressão e aos elétrons, a diferença entre o touchpad e o touchscreen está no “pano de fundo” de cada um. Touchpads são “sólidos”, isto é, não projetam nenhum tipo de imagem ou ação no seu fundo, porque como se pode observar, não é uma tela. Enquanto os aparelhos que possuem touchscreen são dotados de telas altamente interativas que reagem instantaneamente ao toque do indivíduo.


Um breve histórico do touchpad




A primeira aparição do touchpad foi em um PowerBook 500 da Apple em 1994, chamado pela empresa como trackpad. Até então, os modelos vinham com a trackball, uma bolinha responsável por indicar o caminho do mouse. Em vez de estar em baixo do mouse, ela passou a ficar ao lado, ao alcance do polegar. Este mesmo polegar poderia por tudo a perder. Isto porque houve uma época em que se resolveu incluir touchpads em teclados de computadores desktop. O resultado não foi muito bom, porque enquanto a pessoa estava digitando, o polegar pode esbarrar no touchpad, atrapalhando as tarefas do usuário.




O toque poderá aposentar mouses e outros periféricos. Mas afirmar o fim dessas ferramentas que nos são tão úteis hoje pode ser um pouco precipitado, afinal levará alguns anos até que os computadores e gadgets que tenham os movimentos permitidos pela tecnologia touch sejam realmente popularizados. Até porque será necessário um grande investimento na pesquisa de materiais mais baratos para que essa massificação da tecnologia do toque seja difundida por todos os usuários.

Um comentário:

  1. Esta insatisfeito com seu site ou blog? Não recebe as visitas que merece? Cadastre-se no Mais trafego, divulgamos milhões de sites em mecanismos de busca, trazendo os melhores resultados possíveis! Atualmente estamos gerando em média 30 mil visitas para cada site/blog cadastrado. Para mais informações,
    acesse:

    http://maistrafego.mobie.in

    ResponderExcluir